Novos empreendimentos podem estar condenados desde o início porque o cenário em que foram construídos, muitas vezes, foi baseado em modelos de negócio falhos.

O Sebrae dispõem de dados que informam que é no primeiro ano de vida que pequenas e médias empresas tem maiores possibilidades de fracassar. Dentre todos os motivos, a falta de experiência do empreendedor em colocar em prática seu modelo de negócio e a falta de preparo na administração da empresa são dois dos principais fatores que levam a este fato.

A ausência de pesquisa, a falta de planejamento, a falta de dados concretos sobre o mercado de atuação e a inexistência de um diferencial competitivo em relação à concorrência, também são fatores decisivos que aumentam a taxa de fechamento dessas empresas logo no início de suas vidas.

Conheça passos importantes para quem vai começar um novo negócio

 

Busque um diferencial

Tenha certeza que o produto ou serviço que gostaria de oferecer realmente possua um diferencial competitivo frente ao mercado. Para saber isso, é essencial que a pesquisa de mercado seja feita de forma eficaz. Se você vai competir com um determinado mercado, precisa saber claramente que posicionamento a sua empresa assumirá na cabeça do seu consumidor.

Sem uma vantagem competitiva definida claramente, é muito provável que seu empreendimento não prospere. Criar uma vantagem competitiva sustentável deve ser um dos maiores propósitos de qualquer nova empresa.

Pesquise o mercado que vai atuar

É de importância primordial que você conheça o público do seu produto ou serviço. Isso deve ser feito ainda na fase de planejamento. Você precisa saber se seu cliente está disposto a realmente pagar pelo seu produto e quanto ele está disposto a pagar.

Não ignore as finanças

Algumas vezes por falta de experiência, ou mesmo falta de conhecimento, os novos empreendedores não conseguem avaliar de maneira correta os resultados de sua empresa. O que significa que em alguns casos, a empresa está inclusive tendo resultados positivos, porém ainda precisa de ajustes no caixa, seja por conta de um problema no estoque, ou por estar vendendo grande quantidade a prazo.

Todo início de empresa é incerto, por isso, o cuidado deve ser redobrado com os investimentos e o capital de giro. Acompanhe e avalie sempre as análises financeiras desde a abertura de sua empresa. Isso que te sinalizará se algo no âmbito financeiro não está indo tão bem. É absolutamente importante ter avaliações sobre custos fixos e variáveis, receitas e, talvez, o mais importante, os resultados.

Este artigo foi útil para você? Então, comente e compartilhe com os amigos nas redes sociais!